Sobre o Autor

Olá! Meu nome é Diovane Franco Rodrigues, nascido em Campo Grande (MS), no ano de 1994, Servidor Público Federal na Justiça Federal (TRF3/TRF1). Sou bacharel em Direito, tendo passado pelas seguintes universidades: Universidade Católica Dom Bosco, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul e Universidade de Cuiabá (obs: já lhes explico o motivo de ter dividido o curso de direito entre três universidades).

Em 2012 ingressei na faculdade de direito, na Universidade Católica Dom Bosco, em Campo Grande. Em seguida, iniciei um estágio para um Procurador Federal, atuando no contencioso previdenciário (Juizado Especial Federal), diretamente no feito com a confecção de peças processuais. Foi uma fase muito boa, ocasião em que aprendi muito com meu chefe sobre processo civil e previdenciário. Posteriormente, recebi uma proposta para trabalhar para uma empresa e parei com o estágio.

Ocorre que, trabalhando por um ano ou mais ali, percebi que poderia estar mudando meu rumo, me afastando dos objetivos ligados ao direito. Então, tive uma oportunidade, quando, em novembro de 2013, vi em algum site que havia sido publicado o edital do concurso do TRF3, com provas em janeiro de 2014. Então, decidi que iria fazê-lo, ainda que eu tivesse apenas 80 dias para a prova. Foi a época em que descobri o que era concurso e como deveria estudar para um concurso.

Com muita disciplina e determinação, conciliando o trabalho, a faculdade e os estudos, dediquei-me nestes 80 dias e, dentre os 5 mil candidatos inscritos, aos 19 anos, obtive êxito no feito, ficando em 12º lugar no estado de Mato Grosso do Sul. No final de 2014, fui nomeado para o cargo de técnico judiciário na Justiça Federal.

Tomei posse e fui lotado na Justiça Federal de Corumbá (MS), tendo que transferir meu curso de Direito para lá, logrando êxito em um concurso de vestibular de transferência para Universidade Federal do Mato Grosso do Sul. Posteriormente, em meados de 2015, minha esposa, que também era técnica em Corumbá, foi nomeada para o cargo de Oficial de Justiça Federal (TRT) em Sinop/MT e tivemos que nos mudar novamente, ocasião em que tive que transferir meu curso, pela segunda vez, para a Universidade de Cuiabá (UNIC) de Sinop/MT.

Voltei a estudar para concursos em meados de 2016, tendo logrado êxito em ser aprovado na OAB antes de terminar o curso, tão somente com o conhecimento adquirido nos estudos voltados para concurso público. Concluí o curso de direito em junho de 2017 e, até o presente momento, estou na labuta, trabalhando, fazendo curso de pós-graduação e estudando para concursos de áreas fins das carreiras federais (cuidando dos meus filhos e da minha esposa também, hehehe) e, com isso, espero poder compartilhar algumas experiências com vocês!

Um grande abraço!

Diovane Franco Rodrigues

No instagram: @diovanefranco